logotipo
logotipo

Notícias DONMARIO

VOLTAR

Novo nematoide em soja

Nova espécie de Tylenchorhynchus foi relatada em plantações de soja nos Estados Unidos.

nematoideO gênero Tylenchorhynchus contém mais de 100 espécies descritas que parasitam uma grande variedade de plantas (soja, tabaco, aveia, sorgo, rosa, alface, uva, citros, milho, arroz, tomate, entre outras). Normalmente são nematoides de solo e afetam o sistema radicular do hospedeiro, sendo os danos apresentados por sua incidência a descoloração da raiz e do caule, danos na casca e clorose nas folhas. Uma vez danificadas, as plantas ficam expostas a incidência de parasitas secundários.

Os membros desse gênero possuem anatomia semelhante, por isso há algumas características que são mais utilizadas para distinguir as espécies, como o comprimento do estilete, a forma do lábio, forma final da cauda, número de anéis na cauda e posição da vulva.

Em um campo de soja, localizado no Condado de Richland (Carolina do Norte/EUA) houve relatos de que nematoides desse gênero estavam causando danos às plantações. A fim de verificar as espécies incidentes, pesquisadores norte americanos fizeram uma coleta de 11 amostras de solo entre os anos 2015 e 2016.

Após a extração do solo e um período de crescimento em casa de vegetação, avaliaram o fator reprodutivo dos nematoides e fizeram análises morfológicas dos machos e fêmeas (por exemplo o comprimento do corpo e do estilete, largura do corpo, comprimento da cauda, anéis da cauda, entre outras medições). Em seguida, extraíram o DNA para realização de testes moleculares de laboratório.

Não foi identificada similaridade de identidade com nenhuma outra espécie do gênero. No estudo, os autores sugeriram ser uma nova espécie de Tylenchorhynchus capaz de infectar plantas de soja, sendo necessária avaliações do impacto desse nematoide no crescimento de plantas de soja e sua interferência nos níveis de produção e resistência de cultivares. Este foi o primeiro relato desse nematoide em plantas de soja nos Estados Unidos.

Os Estados Unidos são os maiores produtores mundiais do grão, chegando a uma produção de 117,208 milhões de toneladas por ano em uma área plantada de 22,890 milhões de hectares. O Brasil vem logo em seguida com a produção de 113,923 milhões de toneladas [1].

Para o Brasil é preocupante, pois a presença de uma nova praga pode ocasionar em sérios prejuízos tanto biológicos (competição com as espécies nativas e pode ocorrer da nova praga ser agente de transmissão de doenças, por exemplo) como econômicos – devido ao aumento dos danos às produções e o custo dos programas de controle. Além disso, pode resultar na restrição do comércio internacional de soja produzida no país. Estudos mais aprofundados devem ser feitos visando conhecer a bioecologia da nova espécie.

Nota: [1] Embrapa (2017)

Para saber mais: Yan (xxxx)

Foto: Jonathan D. Eisenback (xxxx)

Fonte: Defesa Vegetal